Sobre os noivos

Como é bom recordar! Conheça os detalhes da nossa caminhada até esse grande sonho do nosso casamento.

Quando nos conhecemos, nem imaginávamos que um dia tudo isso acabaria como um final de conto de fadas, com a realização do nosso grande sonho: o casamento! O coração aperta, o dia está chegando, e começa a passar um filme de tudo o que passamos para chegar até aqui. E como é bom relembrar cada pedacinho da nossa história de amor. 

Como nos conhecemos ! 

Os noivos se conheceram pela internet em dezembro de 2005 no site do bate papo do uol e continuaram conversando pelo antigo MSN "messenger". Trocaram algumas fotos, mensagens e se falaram por alguns dias então resolveram se conhecer pessoalmente.

Marcaram para se encontrar na praça São Pedro em frente a Caixa Economica Federal, eles marcaram o primeiro encontro em um domingo a noite após a missa, Renan ficou esperando mas a Angélica não apareceu... Ele ficou aguardando no carro até as 22:30h pois estava chovendo muito. Devida a chuva Angélica (que estava chegando no local marcado) ligou para o seu pai busca-la após esperar por 30 minutos para ver se chuva parava. 

No dia seguinte Angélica entrou em contato com o Renan através da internet, justificando o ocorrido. Renan disse:         " - Você me deixou esperando até 22:30h e você não apareceu. O que aconteceu ?" Angélica respondeu: " - Eu estava chegando quando começou a chover, esperei um pouco mas a chuva não parou então fui embora. Podemos marcar novamente ?" Então Renan respondeu: " - Sim podemos no próximo domingo no mesmo lugar. Não vai me deixar esperando..." 

No domingo seguinte eles se encontraram, mas Angélica não estava sozinha, ela levou duas amigas (segurança) pois tinha medo de conhecer alguem pela internet. Após alguns minutos de conversa as seguranças foram embora e o casal pode conversar com mais privacidade. Renan convidou Angélica para tomar um sorvete, ela devido ao nervosismo do primeiro encontro, deixou cair sorvete na roupa e os dois riram muito. Diante da situação ele ofereceu carona a ela até a sua casa, antes de se despedirem Renan pegou na mão dela e lhe deu beijo. 

Eles continuaram se conhecendo nos dias que seguiram e em 13 de janeiro de 2006 em uma sexta feira Renan pediu a Angelica em namoro e ela aceitou. Que sexta feira 13 de sorte !!!

                                                                                  Casos de Familia

Quando conheci a familia da minha noiva ...

Fui convidado para um churrasco na casa da Tia da Angélica (Cristina e Gil) e presenciei uma cena inusitada. Fiquei de boca aberta !!! Vi meu sogro entregando um pedaço de osso sem carne de carneiro para Cristina. Em seguinda começei observar a cena, Cristina ficou muito envergonhada com a bochechas rosadas olhando para mim, os outros familiares começaram a rir muito da situação. E a Angélica olhou para mim e disse: " - Não liga não isso acontece, minha familia gosta de roer um osso." Eita familia osso duro de roer kkk !!! 

Premonições do Renan

Durante o periodo em que estava tirando carta, eu tinha que colocar a digital nos sabados ao meio dia. Chamei o Renan  para ir em Rio Preto no centro da cidade dar um volta. Quando deixamos a moto no estacionamento eu perguntei se ele havia abastecido a moto e ele brincou dizendo: " - Não abasteci, vai acabar a gasolina no meio do caminho kkk". Olhei para o marcador de combustivel que estava marcando tanque cheio, fiquei tranquila e disse: " - Não podemos demorar muito, meio dia preciso estar na Auto escola." Saimos de Rio Preto umas 11:10h, no meio do percurso a moto começou a fazer "BÓÓÓÓ, BÓÓÓÓ, BÓÓÓÓH !!!". Eu perguntei o que estava acontecendo, Renan começou a rir e encostou a moto, descemos ele abriu a boca do tanque olhou e me disse: " - Linda esta sem gasolina! O tanque esta vazio !" e eu respondi: " - Mas como, o ponteiro esta marcando tanque cheio. VOÇÊ NÃO ABASTECEU ?" Fiquei furiosa. "COMO VOCÊ FAZ ISSO COMIGO EU TENHO HORÁRIO PARA CHEGAR, NESSE CALOR INSUPORTÁVEL NO MEIO DA RODOVIA". Renan tirou a camisa enrolou na cabeça,ficou parecendo um arabe kkk andando no deserto foi caminhando até o posto de gasolina mais proximo e me deixou sozinha na beira da rodovia com a moto que tive vontade de chutar. Alguns minutos depois ele chegou com uma garrafa de gasolina e abasteceu a moto, fiquei de cara feia com ele até chegar em casa. Infelizmente tive que ligar na Auto escola pois não consegui chegar a tempo. Depois de alguns dias rimos muito da situação kkkk.

Quando conheci a Dona Olga ....

Durante o churrasco na casa da Cristina, uma senhora bem aparentada e vaidosa chegou proximo de mim puxando assunto, perguntando onde morava, o que gostava de comer, achei estranho o questionamento, mas senhorinha continuou dizendo: "- Mas você é muito miudinho, sera que vai dar conta da minha neta ?"  Eu respondi: " - Hã ? Como assim ?" Mais tarde pude conhecer melhor a Dona Olga, uma das pessoas que não irei esquecer pela forma de brincar e de viver.

Fotografias ...

Um dia cheguei na casa Angélica e ela estava sentada na varanda com sua avó Antonia, olhando algumas fotografias antigas. Notei que avó Antonia estava um pouco tristinha recordando de algumas pessoas que ja se foram. Sentei ao lado delas, e começei a comentar sobre o tipos de roupas que usavam naquela época. Antonia me disse que nessa época as roupas eram feitas todas a mão e falou um pouco sobre costura. Comecei então a reparar os cabelos, os bigodes, quem tinha mais cabelo, quem não tinha, as caras engraçadas e foi só risadas, ficamos horas olhando os albuns de fotografia.

Quando conheci a tia Marina ...

Renan me convidou, para conhecer uma pessoa muito querida para ele, a Tia Marina. Quando cheguei na casa dela fui recebida com um grande abraço, uma pessoa muito simpatica que me convidou para conhecer a sua casa. Quando entrei fiquei adimirada de ver suas coleções, ela me mostrou cada coleção contando onde conseguiu cada peça. Todas as vezes que íamos a sua casa, Renan e eu perguntavamos o que ela tinha de novo para nos mostrar. Um dia ela pediu para que ajudassemos a montar um desenho no teto da sala com tampinhas de garrafa pet, passamos o dia todo com ela montamos e nos divertindo.

Festa no sítio ...

Em junho de 2016 fomos  convidados para uma festa junina no sitio Gil e do Ney, levamos o seu Gerson e a Dona Izaltina de carona no carro. Quando chegamos perto do sitio, parei em frente uma ponte e perguntei: " - Seu Gerson será que nós passamos ?" Ele começou a rir e falou: " - Passa sim rapaz, mas se quebrar do chão não passa !" E começamos a rir passamos pela ponte e chegamos ao sítio. Passamos o dia nos divertimos muito, nos vestimos a carater, soltamos bombas, rezamos, socamos o pau do santo e ouvimos musicas de quadrilha. Na volta para casa, a noite, após passarmos por um "mata burro" o pneu do carro furou. Fiquei nervoso com a situação, ja estava tarde eu estava cansado, Seu Gerson foi me ajudando e me acalmando, e conseguimos trocar o pneu do carro sem demoras. No trajeto de volta rimos muito da situação.

Dedicamos essas lembranças em memoria das pessoas que marcaram nossas vidas e que deixaram saudades ...

Dona Olga (Avó materna da Angélica), Dona Antonia (Avó paterna da Angélica), Tia Marina (Tia do Renan), e o Avô Gerson (Avó do coração da Angélica e do Renan).